Personal tools

Skip to content. | Skip to navigation

Sections

Blog

You are here: Home Blog O sabor de diversas versões Python para Linux e OSX usando o collective.buildout.python

O sabor de diversas versões Python para Linux e OSX usando o collective.buildout.python

Posted by Cleber J Santos at 24/10/2010 20:50 |

Aproveitando a onda dos Buildouts, agora você pode instalar versões do interpretador Python (2.4, 2.5, 2.6, 2.7 e 3.1) no sistema *UNIX ou OSX, e assim melhor trabalhar com seus projetos de Buildout sem medo de ser feliz.

O sabor de diversas versões Python para Linux e OSX usando o collective.buildout.python

Sabores de Python

Tudo começa com o Macbook :)

Depois de algum tempo tentando me convencer e sendo convencido pelos amigos @ericof e @lucmult a usar o OSX, tive o prazer de durante a Python Brasil [6] de começar realmente a brincar com o sistema. Sempre fui usuário de Linux, desde a época do Slackware 7.1. Mas durante o evento, ao tentar utilizar o Macbook, confesso ter ficado um tanto com receio, pois precisava de uma versão de Python 2.4 e também a versão 2.5 para usar o Google appengine.
 
Foi quando o @ericof me apresentou o collective.buildout.python :) e logo depois na palestra do @dorneles ele reforça o uso do mesmo, então nada melhor do que blogar seu uso.
 
Sua instalação é baseada em fazer o download, compilação e instalação de interpretadores Python diferentes e todas as bibliotecas necessárias utilizando o buildout. Para isso uma configuração de buildout é mantida pela comunidade Plone.
 
Isso é muito útil, não só para quem usa Ubuntu na versão 10.04 e sabe que não existe a versão 2.4 do Python, mas para casos onde precisamos de versões diferentes do interpretador python para trabalhar com ambientes de buildouts e projetos que exigem diferentes usos do interpretador.
 
A instalação vai incluir também a compilação estática de algumas bibliotecas muito populares. Estas são as dependências de outros pacotes Python incluidas mas não limitados a apenas elas.
 
  • libjpeg
  • Python imaging library
  • readline
 
Como trata-se de buildout, caso seja necessário poderemos adicionar outras bibliotecas que achemos necessárias, mas não irei abordar aqui.
 
 

Pré-requisitos

 
No caso do Ubuntu, é necessário a instalação do pacote build-essential tal como o compilador GCC e o subversion:
 
sudo apt-get install build-essential
sudo apt-get install subversion

Execute

svn co http://svn.plone.org/svn/collective/buildout/python/
cd python
python bootstrap.py
bin/buildout

Usando

Todos os interpretadores já usam o VirtualEnv, isso significa que podemos ativá-los para nosso uso e assim desfrutar das diversas versões instaladas.
 

Ativando o Python 2.4

source python/python-2.4/bin/activate
(python-2.4)cleber@cleberjsantos:~/code$

Pronto, este é o procedimento necessário para usar em sistemas *UNIX diversas versões do interpreador Python. No caso do OSX o procedimento é semelhante, tirando a forma com o qual instalamos pacotes no sistema como o subversion e o build-essential.

Document Actions
Spinner